Arquivo de blogues

perecível

Posted in só na minha cabeça with tags , , , , , , on Março 5, 2010 by João Carvalho

Só nos livros e nos filmes é que o amor vence montanhas, ultrapassa dificuldades, é enorme, belo e eterno, como um diamante. Na vida real, o amor não tem essa grandeza nem esse brilho. É perecível. Esgota-se. O amor vale pouco.

(vão ler)

Anúncios

i

Posted in só na minha cabeça with tags , , , on Dezembro 29, 2009 by João Carvalho

A semana passada, apenas por ela, comprei o i. Após o 1º parágrafo quase que desistia, apenas por circunstâncias do tema em si. Mas aguentei e lá li a prosa. Depois li as outras. (A da Patrícia Reis é chata, saturante.)

Esta semana comprei novamente o i. Acho o i um jornal que facilmente pode dar o salto para uma magazine. Notícias, notícias tem pouco. Jornalismo, jornalismo também não, ou então tive azar nas edições. Tem histórias e muita prosa.
(A inveja é uma coisa muito feia.)
(Agora também tem a Grande Reportagem do Miguel Sousa Tavares.)

Não sei o que mais dizer do i. Se a Ana lá voltar a escrever volto a comprar.

sainete

Posted in só na minha cabeça with tags , , , , on Outubro 29, 2009 by João Carvalho

Durante anos a ouvi. Ainda hoje, fechando os olhos, consigo ouvi-la. Ainda sem muito me esforçar, consigo ver a expressão dos olhos e da cara, quando ela a dizia. Só ela a dizia como ninguém. Sempre no momento certo, com um sorriso e gosto de quem é dono de certas palavras. De quem cresceu e viveu com certas palavras, sem peneiras e falsos modos. Nunca a ouvi dizer a mais ninguém. Nunca mais a ouvirei dizer. Nunca mais a ouvirei.
Hoje a Ana trouxe-ma de volta. Não conheço a Ana. Nunca mais vou deixar de ler a Ana. Espero que ela não deixe nunca de escrever.

da amizade

Posted in só na minha cabeça with tags , on Outubro 10, 2009 by João Carvalho

– porque não ligas o meu ao teu blogue?
– não ligo blogues de amigos.
– mas eu tenho o teu ligado ao meu…
– porque eu sou teu amigo.

(conversa possível perfeitamente imaginada)

eu que nunca gostei de gatos…

Posted in só na minha cabeça with tags , , , on Outubro 10, 2009 by João Carvalho

Pero, desosos de buscar donde alojar aquella noche, acabaron com mucha brevedad su probre y seca comida.[…] y diéronse priesa por llegar […] antes que anocheciese; pero faltóles el sol, y la esperanza de alcanzar lo que deseaban […]

Eu, que nunca gostei de gatos em toda a minha vida, desde que por um fui atraiçoado pelas costas, completamente desprevenido estava dos meus gestos súbitos que, embora culpa não lhe possa atribuir, me fez este ser, este (des)gosto nascer-me na natureza, não posso deixar de afirmar: despedida(s) assim tão triste(s) não houveram por estas terras há muito, despedida(s) d’(en)canto alguém cantou, e não posso já não senão sentir saudades desta(s) dulcineia(s) que de donzela(s) nada possuem antes Quijote(s) da palavra, e afirmo ainda que não quero que ela saia na próxima paragem, que fique um pouco mais para que não nos falte o sol e a esperança de alcançar o que desejamos, e que possa o seu canto ter sete vidas, as mesmas sete que tem o gato.

mail de um louco

Posted in só na minha cabeça with tags , , on Setembro 6, 2009 by João Carvalho

puramente genial

objectivo: hard core e tudo o resto

Posted in só na minha cabeça with tags , on Abril 27, 2009 by João Carvalho

termos usados nos motores de pesquisa