a ler

O problema é que nada muda enquanto “em cima” se continuar assim e cá “em baixo”, sem exemplos que moldem a consciência cívica, sem responsabilidade assumida, sem culpa identificada, no fundo, sem consequências, pode-se continuar a achar que o “sonho” e a “esperança” impedem as pedras de virem por aí abaixo, como se as palavras bastassem. Triste ilusão que alguém paga sempre. Nas falésias foi uma infeliz família, na comunidade a que chamamos Portugal, somos quase todos, a começar pelos que menos defesas têm, os que são mais pobres, os que pagam a dobrar. É que o optimismo de encomenda não se come. Nem a “bonacheirice”.
Pacheco Pereira no Abrupto

Anúncios

Os comentários estão fechados.