procura-se

Mulher muito bonita que em pé esperava paciente por algo ou alguém e quando passei me sorriu e me olhou nos olhos como há muito não chovia assim, tanto que tive de ir roubar um guarda-chuva, e que quando saí, ainda me olhava e eu, tonto, saí, de encontro ao frio, de encontro à noite, de encontro a nada.

Anúncios

Os comentários estão fechados.