Olhar-te nos olhos se pudesse
e deixar-te sentir como o erro me controla  O amor
pede sempre uma calma  uma paz
(para o eu que ama)
Uma dor entrega-se a matar sorrisos até lá  (Não pode
matar a distância como um vento
não pode como a noite ser um silêncio)
O amor não é tanto olhar-te nos olhos
se pudesse seria uma árvore
uma árvore tem folhas
e outono
e sombra

Anúncios

Os comentários estão fechados.